"Conseguimos aprender a voar como os pássaros e a nadar como os peixes, todavia não conseguimos aprender a simples arte de viver como irmãos." - Martin Luther King

segunda-feira, 29 de março de 2010

O Perfil do Educador Social

As mudanças, como a globalização e a urbanização crescente, contribuíram para uma alteração da organização da vida na sociedade contemporânea. Estas transformações trouxeram consigo tanto aspectos positivos como negativos, sendo que estes caracterizaram-se por situações de pobreza, emprego precário, desemprego, solidão e que originaram casos de exclusão social, toxicodependência, entre outros.
É pois, nestas questões que o educador social vai trabalhar, sendo que a exclusão social deverá ter um papel central no trabalho do educador, pois a "missão" dele é a inclusão do indivíduo ou de um grupo na comunidade (Carvalho e Batista, 2004).
Mas então que perfil deverá ter um educador social? Qualquer um poderá ser um profissional desta área? Entendo que qualquer um de nós pode ter a capacidade de ser um bom educador social, mas deverá ser possuidor de uma vontade enorme de querer aprender, de querer conhecer e tornar-se um ser reflexivo. Por isso, deve procurar alargar as suas competências tanto a nível técnico como ao nível dos valores humanos. Assim, para além da formação académica, deve procurar ser uma pessoa responsável, valorizar as amizades e ser sincero na sua relação com os outros. Importa ao educador social possuir um conjunto de princípios éticos que valorizam o respeito pela dignidade do outro.

Bibliografia: CARVALHO, Adalberto Dias de; BATISTA, Isabel, Educação Social: Fundamentos e Estratégias, Porto: Porto Editora, 2004.

Sem comentários: